strict warning: Declaration of views_plugin_style_default::options() should be compatible with views_object::options() in /var/www/html/norie/modules/views/plugins/views_plugin_style_default.inc on line 0.

A linha de pesquisa em Edificações e Comunidades Sustentáveis foi implementada no NORIE em 1996, contando a partir de então com alunos de mestrado, e a partir de 1997, com alunos de doutorado. As atividades desenvolvidas resultaram de uma ampliação natural dos temas que compreendem a especialidade de conforto ambiental, passando a enfocar os temas ambientais em uma escala mais ampla.

Grupo de Edificações e Comunidades Sustentáveis

Ver projetos institucionais

Histórico

A linha de pesquisa em Edificações e Comunidades Sustentáveis foi implementada no NORIE em 1996, contando a partir de então com alunos de mestrado, e a partir de 1997, com alunos de doutorado. As atividades desenvolvidas resultaram de uma ampliação natural dos temas que compreendem a especialidade de conforto ambiental, passando a enfocar os temas ambientais em uma escala mais ampla.


Atuação

Além das atividades de pesquisa, o grupo de pesquisa tem atuado em atividades de extensão, onde busca a criação de modelos referenciais mais sustentáveis. Neste particular cabe destacar a construção de um protótipo habitacional, a participação na construção de oito unidades habitacionais, segundo uma proposta de assentamento habitacional mais sustentável, a participação no projeto arquitetônico e urbanístico para um centro demonstrativo de técnicas habitacionais sustentáveis, voltado a educação ambiental, no complexo de Itaipu Binacional e a elaboração de um projeto executivo para uma escola de ensino fundamental e médio em Viamão e participação no projeto de uma escola de ensino profissionalizante para o município de Feliz, ambas no RS. Atualmente, esta linha de pesquisa conta com mais de 15 pesquisadores. Os principais tópicos de pesquisa em desenvolvimentos são: a) Sustentabilidade Urbana; b) Materiais, componentes e sistemas construtivos mais sustentáveis; c) Gestão mais sustentável de Água, Energia e Resíduos Urbanos.

Linhas de Pesquisa

  • Conforto do ambiente construído

    Na linha de pesquisa em conforto no ambiente construído estão compreendidas todas as atividades que buscam satisfazer às necessidades básicas dos usuários de edificações no que concerne a: (a) conforto térmico; (b) conforto lumínico; (c) conforto acústico; e (d) adequação ao uso (ergonomia)

    O conforto ambiental, por estar diretamente associado à produtividade do indivíduo, enquanto em seu ambiente de trabalho, e ao seu repouso, quando em sua moradia, é um fator a caracterizar a qualidade da edificação, da mesma forma e ao mesmo nível em que o são a durabilidade, a segurança estrutural, a segurança ao fogo, a estanqueidade, entre outros.

    As atividades na linha de pesquisa em Conforto Ambiental iniciaram com a implantação do NORIE, inicialmente contando com a liderança do Prof.. José Miguel Aroztegui, e por um período menor, com a participação do Prof.
    Roberto Rivero, ambos uruguaios. Em 1988, o professor Miguel Aloysio Sattler assumiu a coordenação desta linha de pesquisa, que atualmente conta com três pesquisadores.

    Os principais tópicos de pesquisa oferecidas no NORIE e relacionados a esta linha são:

    a) Desempenho térmico de edificações;
    b) Climatologia do ambiente construído;
    c) Acústica urbana e de edificações.

    As atividades de pesquisa em conforto no ambiente construído desenvolvidas até o momento no NORIE relacionam-se principalmente a: conforto térmico natural de edifícios; modelos computacionais para a simulação de desempenho térmico de edificações térreas; estabelecimento de exigências de desempenho higrotérmico da envolvente de habitações; avaliação do grau de salubridade de edificações; avaliação de umidade em edificações, avaliação experimental de desempenho térmico de edificações; zoneamentos bioclimáticos; caracterização de dias típicos de projeto; sistematização de dados meteorológicos para projeto de edificações e mapeamento de ruídos em ambientes urbanos.

  • Edificações e Comunidades Sustentáveis

    A linha de pesquisa em Edificações e Comunidades Sustentáveis, foi implementada no NORIE em 1996 a nível de mestrado, e a partir de 1997, a nível de doutorado. As atividades desenvolvidas resultaram de uma ampliação natural dos temas que compreendem a especialidade de conforto ambiental, passando a enfocar os temas ambientais em uma escala mais ampla. Assim, na especialidade são aprofundados estudos em temas tais quais:

    a) arquitetura bioclimática;
    b) conservação de energia em edificações;
    c) gerenciamento de resíduos sólidos e líquidos;
    d) comunidades urbanas e rurais sustentáveis;
    e) fontes sustentáveis de energia para o meio urbano e rural.

    A linha recentemente criada reflete uma preocupação internacional, entre instituições e pesquisadores da área da construção civil, com os impactos causados pela transformação do ambiente natural em ambiente construído. Um exemplo disso é a criação, em 1996, no CIB - International Council for Building Research Studies and Documentation (que é o órgão a nível internacional que caracteriza as tendências internacionais da pesquisa na área de edificações), de um Comitê Coordenador para Construções Sustentáveis, sendo que em 1997 iniciou as atividades na área através de diversas Comissões e Grupos de Trabalhos, entre as quais: Avaliação Ambiental de Edificações; Práticas Corretas de Construção Sustentável; Conservação de Energia no Ambiente Construído; Clima em Ambientes Internos; Predição da Vida Útil de Materiais e Componentes Construtivos. Assim também, o último Congresso internacional do CIB, que se realiza a cada três anos, teve como tema, no evento realizado em 1998 A Construção e o Meio Ambiente.

    Os principais tópicos de pesquisa são:

    a) Projetos Regenerativos e Sustentabilidade;
    b) Comunidades Rurais e Urbanas Sustentáveis;
    c) Água, Energia, Reciclagem de Resíduos Urbanos e sua Integração com a Produção Rural.
    As atividades de pesquisa em Edificações e Comunidades Sustentáveis sendo desenvolvidas no NORIE no momento relacionam-se principalmente com: o gerenciamento de resíduos sólidos e líquidos e conservação de energia, desenvolvimento e análise de sistemas construtivos sustentáveis, coletores solares de baixo custo para habitação solar.

  • Percepção Ambiental

    A linha de pesquisa em Percepção Ambiental (Psicologia Ambiental) foi implementada no NORIE em 1999 e compreende o estudo do inter-relacionamento entre comportamento e ambiente, tanto ambiente construído, quanto rural e natural.

    Assim, na especialidade, são aprofundados estudos em temas como:

    a) Efeitos da presença da vegetação na qualidade de vida do ser humano;

    b) Uso da vegetação na melhoria do conforto de edificações urbanas e rurais;

    c) Melhoria da qualidade dos pátios escolares e instituições asilares;

    d) Paisagismo;

    d) Avaliação pós ocupação do entorno das edificações.

    As atividades desenvolvidas até o momento nesta linha de pesquisa foram:

    a) Importância da presença de vegetação nos pátios das escolas e pré-escolas;

    b) Conforto ambiental junto a edificações;

    c) Planejamento de espaços abertos junto a instituições para idosos.

    d) Paisagismo sustentável.

    Equipe

    Profa. Beatriz Fedrizzi
    Eng. Agrônoma, M.Sc., Ph.D. (Swedish University of Agricultural Sciences, Suécia)
    beatrizfedrizzi@terra.com.br

    Sérgio Luis Valenti Tomasini
    Doutorando

    Lígia Maria Ávila Chiarelli
    Mestranda

    Patrícia de Freitas Nerbas
    Mestranda

    Maurício Lago Magro
    Mestrando

Equipe

Bolsistas de Iniciação Científica

Ana Luisa Seixas

Graduanda em Arquitetura e Urbanismo

Doutorandos

José Alberto Azambuja

Engenheiro Civil (UFRGS), Mestre (Concordia University, Canadá) e Doutorando em Engenharia Civil (UFRGS)

Eugenia Aumond Kuhn

Arquiteta e Urbanista, Mestre em Engenharia Civil, Doutoranda em Engenharia Civil

Decio Bevilacqua

Arquiteto e Urbanista, Mestre em Planejamento Urbano e Regional, Doutorando em Engenharia Civil, Professor Adjunto IV (UFSM)

Mestrandos

Ana Paula Bayer

Arquiteta e Urbanista, Mestranda em Engenharia Civil

Christiane Cunha Krum

Arquiteta e Urbanista, mestranda em Engenharia Civil

Juliana Moehlecke

Arquiteta e Urbanista, Mestranda em Engenharia Civil

Mariene Valesan

Arquiteta e Urbanista, Mestranda em Engenharia Civil

Carolina Herrmann Coelho de Souza

Arquiteta e Urbanista, Mestranda em Engenharia Civil

Carolina Silveira Barlem Gemelli

Arquiteta e Urbanista, Mestranda em Engenharia Civil

Santiago Muñoz Navarrete

Eng. Civil com ênfase em Arquitetura e em Desenho Industrial, Mestrando em Engenharia Civil (UFRGS)

Diana Ruge

 Arquiteta, formada pela Universidade de Ibagué na Colombia e mestranda em Eng. Civil

Amanda Elisa Barros Gehrke

 Arquiteta e Urbanista (UPF), Mestranda em Engenharia Civil (UFRGS).

Vivian Dall’Igna Ecker

Arquiteta e Urbanista (UFRGS), Mestranda em Engenharia Civil (UFRGS)

Daniele Tubino Pante de Souza

 Arquiteta e urbanista - UFRGS 
Mestranda em Engenharia Civil 

Renata Fontaneli

Arquiteta e Urbanista, Mestranda em Engenharia Civil

Professores

Miguel Aloysio Sattler

Engenheiro Civil, Engenheiro Agrônomo, Doutor em Ciências Ambientais Ligadas à Edificação, Pós-doutor em Ciências Ambientais Ligadas à Edificação, Professor Associado I

Beatriz Fedrizzi

Engenheira Agrônoma, Mestre em Paisagismo, Doutora em Paisagismo, Professora Adjunta III.

Acesso Rápido

Acesso Rápido