Apresentação

O déficit habitacional representa um dos maiores problemas de ordem social no Brasil, já que milhões de famílias ocupam moradias que não atendem aos critérios mínimos de habitabilidade. Esta realidade também é comum em outros países sul-americanos. Na Colômbia, por exemplo, há um grave déficit habitacional estimado em mais de dois milhões de unidades (Plan Nacional de Desarrollo, 2003).

Nos últimos anos no Brasil, vários programas voltados ao financiamento da produção de habitações de interesse social vêm sendo implementados, a partir de iniciativas e parcerias entre os governos federal, estaduais e municipais. Estas mesmas iniciativas são também encontradas na Colômbia e no Chile.

A criação desses programas tem proporcionado às empresas da construção civil a oportunidade de ingressar em um setor de mercado até então pouco explorado. Para que se possa atingir maiores níveis de produção neste mercado é preciso melhorar a capacidade de gestão da produção do setor de construção.

O GEHISTEC enfoca a melhoria da capacidade de gestão da produção do setor de construção habitacional, utilizando ferramentas computacionais para contribuir a este incremento de produtividade.

 
  • Participam do projeto:

- Núcleo Orientado para a Inovação da Edificação (NORIE), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Brasil

- Centro de Excelencia em Gestión de Produccíon (GEPUC), Pontifícia Universidad Católica (PUC) - Chile

- Centro de Investigaciones em Ingeniería y Gerencia de La Construcción (CIGEC), Universidad de los Andes (UNIANDES) – Colômbia

 

  • Financiamento:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPQ

Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL

 

Acesso Rápido

Acesso Rápido